Ataque com misses ao Estado Islâmico faz do Irã uma potencia mundial

Rua Judaica

O ataque iraniano na Síria, na noite de domingo, deve desencadear um toque de alarme não só em Israel, mas também nos estados árabes do Golfo e até mesmo nos Estados Unidos. O ataque de mísseis marca uma escalada no envolvimento iraniano na Síria e, se os mísseis atingiram seus alvos, a 600 quilômetros de distância, isso indica essencialmente que o Irã tem outras opções para lidar com Israel, além de usar o Hezbollah.

O Irã tentou realizar vários gols com este ataque de mísseis. O objetivo principal era melhorar a imagem do regime iraniano após o sofrido quando os terroristas do EI realizaram ataques contra símbolos iranianos em Teerã, matando 17 cidadãos e ferindo mais de 50. Os ataques em Teerã prejudicaram a sensação de segurança dos cidadãos iranianos e corromperam a indestrutível imagem do regime dos ayatollah e do Corpo de Guardas da Revolução Iraniana (IRGC).