Audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio discute intolerância religiosa

A Casa do Mago, centro espírita localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi alvo de três ataques em menos de um mês. Dois dos episódios aconteceram durante um intervalo de apenas 48 horas. Para discutir formas de combater casos de intolerância religiosa como esse, a Comissão de Combate às Discriminações da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) promove a audiência pública “Liberdade religiosa – sem ódio e preconceito” nesta sexta-feira (01/9). O encontro acontece às 14h no Auditório Senador Nelson Carneiro – prédio anexo ao Palácio Tiradentes.

“São agressões inaceitáveis, intolerantes, ilegais e truculentas! Essa onda racista e preconceituosa tem aumentado. Essa audiência vai servir para debatermos recentes agressões de intolerância religiosa e as duas medidas do prefeito Crivella: o censo religioso dos guardas municipais e o decreto que dificulta a promoção de manifestações religiosas, como as do candomblé, em espaços públicos”, disse o deputado presidente da Comissão, Carlos Minc (sem partido). “São medidas intolerantes e ilegais que têm que ser contestadas e derrubadas”, completou o parlamentar.

Além de líderes religiosos, devem participar da reunião representantes da Defensoria Pública e do Centro de Promoção da Liberdade Religiosa e Direitos Humanos – Ceplir. O presidente da Comissão de Cultura da Câmara de Veredores do Rio, vereador Reimont Otoni, também foi convidado.

Deixe uma resposta