Brasil será candidato para receber o ISA World Surfing Games em 2018

Ministro Leonardo Picciani (E) e Adalvo Argolo (D), presidente da CBSurf, se reuniram em Biarritz, na França, com Fernando Aguerre, presidente da ISA. Foto: CBSurf/Divulgação
Ministro Leonardo Picciani (E) e Adalvo Argolo (D), presidente da CBSurf, se reuniram em Biarritz, na França, com Fernando Aguerre, presidente da ISA. Foto: CBSurf/Divulgação

O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, e o presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), Adalvo Argolo, oficializaram no último domingo (21.05) a candidatura da cidade de Búzios (RJ) para receber o ISA World Surfing Games de 2018. Os brasileiros se reuniram em Biarritz, na Formalizar a intenção de receber a maior competição de surfe por países do mundo.rança, com Fernando Aguerre, presidente da International Surfing Association (ISA), para formalizar a intenção de receber a maior competição de surfe por países do mundo.

O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, e o presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), Adalvo Argolo, oficializaram no último domingo (21.05) a candidatura da cidade de Búzios (RJ) para receber o ISA World Surfing Games de 2018. Os brasileiros se reuniram em Biarritz, na França, com Fernando Aguerre, presidente da International Surfing Association (ISA), para formalizar a intenção de receber a maior competição de surfe por países do mundo.

No sábado (20.05), o ministro já havia acompanhado a cerimônia de abertura da competição, que segue até o próximo dia 28 e conta, ao todo, com a participação de 245 surfistas de 47 países, um recorde na história do ISA World Surfing Games.

Segundo Aguerre, o Japão e outros dois países também manifestaram interesse em receber o ISA Games. “É um prazer receber o ministro do Esporte e o presidente da CBSurf aqui em Biarritz, no ISA World Surfing Games, falando do futuro do surfe no país. O Brasil é uma potência do surfe olímpico. Fico feliz por escutar essas palavras, de ver a nova CBS organizada e apoiada fortemente. Estamos esperando as possibilidades de ter um Mundial também no Brasil. Seria um prazer voltar ao Brasil, um país de boas ondas e pessoas de muito coração”, disse Aguerre.

Já Adalvo Argolo mostrou otimismo em relação ao futuro do surfe olímpico no Brasil. “Gostaria de agradecer a presença e o interesse do ministro, mostrando a preocupação com o esporte no país. E também de parabenizar o Fernando Aguerre pela conquista de Tóquio 2020. Agora é trabalhar para realizar nossos planos, com apoio do Ministério e da ISA”, afirmou.

Ajustes na equipe

Na última sexta-feira (19.05), a delegação brasileira ganhou um novo nome para a disputa do ISA World Surfing Games na França. Raoni Monteiro foi escalado de última hora para substituir Wigolly Dantas, que sentiu dores no joelho após a recente participação no Rio Pro.

Integrante do WCT por oito temporadas, Raoni passou as últimas duas temporadas suspenso. O surfista participou da triagem do Rio Pro neste mês, mas não conseguiu avançar. Contudo, afirma que está muito bem preparado para o novo desafio.

“Tenho treinado bastante. O Rio Pro não foi como esperava, pois minha bateria acabou acontecendo em um dia em que o mar não estava bom. Mas o que importa é que as coisas estão voltando a se encaixar e estou muito feliz com o convite para participar do ISA World Games”, contou. “É muito legal poder voltar a competir fora do Brasil, ainda mais numa competição como essa, em que os países disputam entre si e onde rola uma grande interação entre todos os participantes”, completou o campeão dos Jogos Cariocas de Verão, em março.

Em Biarritz, as disputas femininas serão encerradas nesta segunda-feira (22). Entre os dias 23 e 28, os homens caem na água em busca do título, culminando com a cerimônia de encerramento.

Fonte: Assessoria de imprensa da delegação brasileira no ISA World Surfing Games