CAIXA disponibiliza R$ 1 bilhão para micro, pequenas e médias indústrias

A CAIXA vai disponibilizar mais de R$ 1 bilhão para micro, pequenas e médias empresas do segmento industrial. O anúncio foi feito pelo vice-presidente de Clientes, Negócios e Transformação Digital da CAIXA, José Henrique Marques da Cruz, ao assinar um acordo de cooperação com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), nesta quarta-feira (7), na abertura do 4º Seminário Pense Primeiro nas Pequenas, promovido pela CNI em Brasília (DF).

“A CAIXA e a CNI estão presentes na história do país, na vida das pessoas e no desenvolvimento das empresas”, destacou Henrique Cruz. “Hoje, assinamos este acordo com o objetivo de estimular um permanente desenvolvimento. Este acordo representa nosso compromisso e reconhecimento quanto à importância da indústria.”

O acordo permite que empresas associadas à CNI encontrem soluções financeiras e serviços bancários adequados às suas necessidades. O vice-presidente lembrou que a CAIXA tem 115 mil empresas do segmento industrial como clientes e, deste total, mais de 98% são micro e pequenas empresas. Além de oferecer melhores taxas em linhas de capital de giro, investimento e financiamento, a CAIXA quer apoiar as empresas no ganho de competitividade, incentivar a inovação tecnológica e possibilitar o acesso a mercados internacionais.

Linhas
As linhas Crédito Especial Empresa e GiroCAIXA oferecem prazo de até 36 meses para pagamento e taxas a partir de 1,52%. No BNDES PROGEREN, o prazo chega a 60 meses, com até 12 meses de carência. As empresas associadas à CNI ainda contarão com isenção de três meses na cesta de serviços.

Nas linhas de crédito para financiamento e investimentos, o prazo chega a 120 meses, com até 24 meses de carência, no BNDES FINAME. A taxa de juros é composta de TJLP, 1,7% a.a. (taxa BNDES), 0,4% a.a. (Intermediação Financeira) e taxa CAIXA (a partir de 2,95% a.a.). No PROGER, o empresário conta com taxa de juros a partir de 5% a.a. + TJLP, com prazo de até 48 meses, e até 6 meses de carência.

Crédito em alta
Henrique Cruz ressaltou que a CAIXA é o único banco brasileiro que vem tendo crescimento na carteira de crédito. No balanço dos primeiros três meses de 2017, a CAIXA cresceu 4,5% em sua carteira de crédito, enquanto o mercado encolheu 2,19%. “Isto mostra que a CAIXA continua a promover o desenvolvimento por meio do crédito”, destacou.

Os micro, pequenos e médios empresários associados à CNI, por meio de suas federações regionais, podem procurar qualquer agência da CAIXA para ter mais informações sobre os termos do acordo assinado nesta quarta-feira e dar entrada no seu pedido de financiamento. Eles devem ter consigo toda a documentação da empresa e dos sócios, além da declaração de faturamento dos últimos 12 meses.

Fonte: Ag. Caixa Notícias