Centro terá mais de 200 atrações durante o Rock in Rio

Foto: Divulgação

Em uma ação que integra história, arte e entretenimento, a Riotur e a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro promovem este mês, até o próximo dia 24, o “Festival Cultura.RJ”. O evento, que também conta com a parceria demais de 30 instituições culturais, oferece ampla programação nos teatros, salas de música, museus, casas de shows e praças culturais as fronteiras entre o Porto e a Lapa, trazendo vida cultural ativa ao centro da cidade, paralelamente ao festival Rock in Rio, que acontece na Barra Tijuca durante o mesmo período. O projeto reúne mais de 40 pontos culturais dos bairros Lapa, Praça Tiradentes, Cinelândia, Castelo, Praça XV e a região do Porto Maravilha.

O circuito cultural do Centro Histórico do Rio compreende diferentes roteiros que podem ser realizados a pé pelos visitantes e cariocas – passeios guiados conhecidos como Walking Tour -, proporcionando a experiência de conhecer construções e marcos históricos da cidade.

O objetivo do “circuitão” é atrair mais público para a região central durante o Rock in Rio, que começa nesta sexta-feira (15). O festival é importante e conta com o apoio do poder público, mas provoca o esvaziamento da região durante o evento. A proposta é aproveitar os visitantes que estão na cidade para o megaevento e oferecer toda a diversidade cultural e do patrimônio histórico do Centro.

A programação inclui ícones como o Theatro Municipal e a Sala Cecília Meireles, duas das mais importantes casas de espetáculo da cidade; museus e centros culturais como a Casa França-Brasil, o Museu Histórico Nacional e o Paço Imperial. Casas de shows da Lapa, famosas pelas noites de samba e agenda cultural diversa, como o Circo Voador, a Fundição Progresso e o Rio Scenarium, espaços culturais como Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Museu do Amanhã, Teatro Sesi Centro, Escola de Música Villa-Lobos, além de teatros icônicos, como o João Caetano e o Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB). Há ainda galerias de arte, bares e restaurantes centenários, completanto a longa lista de atrativos.

Entre as instituições culturais, participam o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), a Sala Cecília Meireles, o Theatro Municipal, o Museu do Amanhã, Escola de Música Villa-Lobos, Museu da Imagem e do Som (MIS), Confeitaria Colombo, Rio Scenarium, Fundição Progresso, Circo Voador, Casa França-Brasil, entre outros.

Além das atrações culturais, uma ação especial foi criada pelos parceiros: os 100 primeiros que visitarem 10 espaços participantes ganharão um kit com produtos culturais dos parceiros, a ser retirado na Livraria da Travessa da Rua Sete de Setembro. O público deverá fazer um cadastro no site do evento e imprimir o passaporte para buscar os carimbos que comprovam a visitação. Não serão aceitos carimbos repetidos.

Apenas espaços como museus, teatros e salas de Música, além de alguns dos espaços participantes, terão os carimbos. São esses: Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), Museu de Arte do Rio (MAR), Museu do Amanhã, Instituto Pretos Novos (IPN), Teatro João Caetano, Sala Cecília Meireles, Casa França-Brasil, Theatro Municipal, Fábrica Behring, Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), Teatro Sesi Centro e Livraria da Travessa (Rua Sete de Setembro e Avenida Rio Branco).

Além disso, parceiros no segmento do turismo organizarão visitas guiadas gratuitas passando por esse circuito de espaços, com prédios históricos e monumentos no roteiro.

A programação completa está no site do evento ou em sua página oficial no Facebook, nas quais os interessados também podem se informar sobre os valores dos ingressos.

Fonte: Pref do Rio