Ciclone Extratropical fura o bloqueio da ASAS

Nesta quinta-feira (03/08),a presença de um sistema frontal (ciclone extratropical) com 1006 hPa deixará o tempo bastante instável e com chuva no leste e sul de SP. Em toda a faixa litorânea da região Sul, SP e RJ poderão ocorrer ventos fortes (100 km/h) com rajadas e declínio de temperatura, principalmente a partir da tarde e anoitecer. Com o avanço da frente fria haverá variação de nebulosidade e chance de chuva isolada entre o leste de SP e RJ, principalmente no litoral. No interior da Região Sul, centro-oeste de SP e MS haverá variação de nebulosidade e pequena chance de chuva fraca isolada. As temperaturas estarão em declínio no centro-sul do país.

Os modelos indicam a diminuição da chuva a partir do fim de semana no RJ associada a ASAS (Alta Subtropical do Atlântico Sul) e linhas de instabilidades são possíveis de se formarem após passagem desta baixa pressão, que contribuirá para o fluxo de leste mantendo a umidade do oceano sobre as regiões sul do estado, capital, região Serrana, dos Lago e Norte do Rio. ASAS volta a se intensificar a partir de segunda-feira, (07//08).

ATENÇÃO para BAIXA UMIDADE
A alta pressão subtropical deverá se intensificar sobre o país ao longo dos próximos dias. Os movimentos subsidentes continuarão mantendo o tempo seco e com amplitude térmica no Centro-Sul brasileiro.

AVISO INMET- VENTOS COSTEIROS RJ

Área afetada para 91 municípios do RJ, vendavais:
Aviso para as áreas: Costa Verde, Noroeste Fluminense, Baixadas Litorâneas, Metropolitana Do Rio De Janeiro, Norte Fluminense, Vale Do Paraíba/Litoral Norte, Médio Paraíba, Centro Sul Fluminense, Serrana Fluminense;

Área afetada para 131 municípios de SP, vendavais:
Aviso para as áreas: Itapetininga, Sorocaba/Bragança Paulista, Vale Do Paraíba/Litoral Norte, Metropolitana De Sao Paulo, Litoral Sul/Baixada Santista/Vale Do Ribeira, Serra Da Mantiqueira;

Área afetada para 180 municípios de MG, Declínio de Temperatura:
Aviso para as áreas: Zona Da Mata Mineira, Campo Das Vertentes De Minas, Oeste Mineiro, Sul/Sudoeste Mineiro

Predições/Estimativas da semana:

Nesta quinta-feira, (03/08), a atuação de um sistema frontal resultará em mudança nas condições de tempo sobre parte do Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Choverá de forma isolada na faixa leste de SP e também em pontos do sul do MS. No interior de SP e parte do Centro-Oeste, apesar de não haver previsão de chuva, ocorrerá o aumento da nebulosidade e dos índices de umidade relativa do ar.

No Sul do Brasil, a intensificação da baixa pressão associada ao sistema acima mencionado manterá a condição de tempo instável entre o nordeste do RS, leste de SC e do PR. Nesta faixa, a precipitação constante e, por vezes, intensa resultará em elevados volumes de precipitação acumulada ao final do dia, ainda associada ao ciclone extratropical, causará intensificação dos ventos na faixa costeira das regiões Sul e Sudeste, principalmente a partir do período da noite, com rajadas de intensidade variando entre moderada a forte. No litoral leste do Nordeste e no ES, a convergência dos ventos em superfície favorecerá precipitações fracas e isoladas.

Sexta-feira, (04/08), a frente fria atuará de forma mais oceânica entre o RJ e ES onde ocorrerão chuvas fracas e isoladas. A circulação associada a alta pós-frontal manterá uma condição de nebulosidade e chuvas ao longo do dia entre o litoral norte de SP e litoral sul do RJ. A persistência da precipitação poderá resultar em acumulados significativos em pontos isolados. O avanço do ar mais frio propiciará a queda das temperaturas em pontos do Sudeste e Centro-Oeste. Haverá condições para formação de geada em áreas da campanha e serras gaúcha e catarinense.

Sábado, (05/08), voltará a se estabelecer a condição de tempo seco em grande parte do Brasil e as chuvas voltarão a ficar restritas a faixa litorânea e extremo norte da Região Norte.

Domingo, (06/08) destaca-se a faixa litorânea da BA onde a precipitação persistente poderá resultar em elevados volumes acumulados de precipitação. As temperaturas mínimas seguirão em queda no Sul e no Sudeste, fator que propiciará condição para geadas em pontos da Região Sul e, de forma mais isolada, na Serra da Mantiqueira.

Divergência nos Modelos GFS, Global, BAM e CPTEC

O avanço da frente fria persiste até sábado, (05/08), pois, neste dia o modelo GFS a desloca de forma litorânea até a altura da BA, mantendo um canal de umidade e previsão de chuva, inclusive significativa, entre o sul e o recôncavo baiano. Já o modelo BAM desconfigura a frente fria e praticamente não prevê chuva para a BA.

Os modelos numéricos de previsão de tempo tem comportamento semelhante com relação a previsão para a maior parte do Brasil até as próximas 48 horas. Há uma divergência entre o modelo Global BAM e os demais modelos (GFS e os regionais ETA e BRAMS) na resolução da baixa pressão (ciclone extratropical).

O modelo Global do CPTEC (BAM) indicam a perda de pressão que resulta na desidentificação dos ventos em superfície próximo a costa do Sul e Sudeste, embora a intensidade da precipitação seja próxima entre as estimativas dos modelos.

Fonte de pesquisa NOAA, GFS, INPE, INMET.