Cidade da Baixada Fluminense inicia campanha Novembro Azul

Campanha mobiliza autoridades municipais da setor de saúde Foto: Thiago Loureiro

A fim de conscientizar os homens sobre a importância de cuidar da saúde e realizar exames preventivos regulares, a Prefeitura de Queimados, na Baixada Fluminenses, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou nesta quarta-feira (1) a campanha “Novembro Azul”, que durante todo o mês promoverá uma série de atividades nas unidades de saúde do município. A primeira a receber os serviços, foi a Clínica da Família Robson de Oliveira, no bairro São Jorge, que ofereceu exames de sangue para auxiliar a detectar disfunção do hormônio prostático e fez também encaminhamentos para o atendimento de urologia.

O destaque da campanha é a prevenção ao câncer de próstata, um tumor que atinge na maioria das vezes, homens acima de 40 anos. Quando o caso é identificado ainda no começo, a chance de cura é maior, caso contrário o risco de sobrevida do paciente é muito menor.

De acordo com o prefeito Carlos Vilela, que participou da atividade, o governo tem um cuidado especial com a saúde básica com o objetivo de prevenir doenças. “Quando diagnosticamos uma enfermidade logo no começo, evitamos maiores gastos no futuro e aumentamos a chance de vida do paciente, que é a nossa principal função”, declarou.

Já a Secretária Municipal de Saúde, Lívia Guedes, frisou que as ações de conscientização e de prevenção do Novembro Azul não se restringem a esse mês. “Mantemos as ações e serviços voltados aos homens ao longo de todo o ano, mas nesse mês intensificamos ainda mais. A intenção é criar um vínculo entre o homem e a unidade de saúde mais próxima da sua casa, para que ele a procure para fazer a prevenção de doenças e não apenas o tratamento quando já estiver enfermo”, ressaltou.

Serviços

O Coordenador do Setor Técnico da Saúde do Homem, Douglas Peçanha, afirmou que o município oferece diversos serviços para o bem-estar do homem. “Temos urologistas, ultrassonografia de próstata e o exame de sangue para detectar a difusão de hormônio, caso algum paciente queira, basta procurar uma unidade básica de saúde para pegar o encaminhamento médico”, disse.

Paciente na Clínica da Família há cerca de um mês, Paulo Cesar Nascimento, de 58 anos, morador do bairro São Jorge, aprovou a campanha, em especial a prevenção contra o câncer de próstata. “Essas ações de prevenção são muito boas, pois muitas pessoas ainda não têm total informação sobre o câncer de próstata, por exemplo, podendo às vezes estar com os sintomas e não saber. Eu sempre faço consultas médicas para manter minha saúde boa”, concluiu

Deixe uma resposta