Cinemão promove mostra “É tudo caô”

Projeto Cinemão apresenta documentários em vários pontos da cidade com entrada gratuita para todas as suas atividades. A 1ª Mostra  “É tudo caô” começa no dia 25 de maio segue até  7 de junho. O evento exibirá documentários produzidos em todo o Estado do Rio de Janeiro e tem o objetivo prestar homenagens aos realizadores e coletivos audiovisuais independentes. A primeira exibição será no dia 25 às 19h, na Escola Teófilo Moreira, em Vargem Grande. Lá serão exibidos dois curtas (“Cabelo bom” e “Lápis de Cor da Pele”) e um longa (“Deixa na Régua”) seguido de debate. Logo após, a mostra segue para Santa Cruz (28/5), na Praça dos Jesuítas, e termina em Jacarepaguá (7/6). 

CINEMÃO
O Cinemão é um projeto que vem sendo realizado desde 2010 | foto: Carol Nunes/Divulgação

O idealizador do Cinemão, Cid César Augusto, explica que além da presença de produtores e realizadores participarão também membros de órgãos e instituições públicas voltadas para o audiovisual que possam enriquecer o intercâmbio e as experiências. “Queremos difundir ainda mais as realizações propostas e atuar no processo de formação de plateias para o cinema nacional,  por isso a mostra “É tudo caô” terá entrada franca para todas as suas atividades. Além disso, a mostra “É tudo caô” é uma ótima oportunidade para os produtores independentes. A exibição de filmes em espaço público é uma experiência marcante tanto para o público quanto para os realizadores.  Documentário é cinema”, afirma Cid.

O Cinemão é um projeto que vem sendo realizado desde 2010. Trata-se de um carro equipado com projetor de alta luminosidade, um super telão inflável, sistema de som, cadeiras e até pipoca. O projeto protagoniza um modelo de ocupação de espaço público com o cinema brasileiro. Já realizou mais de 60 ações ao longo desses anos.

Serviço: 1ª Mostra Cinemão É TUDO CAÔ

Escola Teófilo Moreira: Rua Esperança, 387, Vargem Grande.

Data: 25/5, quinta-feira

Hora: 19h

Entrada gratuita.

Classificação: livre

 

 

 

Artigo anterior​A RENÚNCIA DO PRESIDENTE
Próximo artigoBrasil será candidato para receber o ISA World Surfing Games em 2018
Carla Giffoni: Jornalista, escritora e roteirista. Atuando há 20 anos como jornalista nas Editorias dePolítica, Polícia, Economia, Cultura e Cidades, em revistas, jornais, sites e emissora de TV, entre eles: Tribuna da Imprensa, Revista Menorah, repórter do Portal de Notícias SolidáRio, TV Bandeirantes (BM), jornal A voz da Cidade, Rádio do Comércio. Colaboradora do roteirista José Carvalho no filme “Vidas partidas”; colaboradora do roteirista Doc Comparato para o projeto “Peritos da Verdade”. Pós-graduada em Jornalismo Cultural e em Roteiro para Cinema e TV (UVA); graduada em Comunicação Social – habilitação em Jornalismo – e também em Letras/Formação de Escritor (PUC-RJ).
COMPARTILHAR