Crivella diz que aumento do IPTU no Rio vai recompor as receitas

O prefeito Marcelo Crivella comentou, nesta quarta-feira (06/09), a aprovação pela Câmara Municipal do projeto que atualiza a planilha do IPTU da cidade. Segundo ele, o imposto não era atualizado havia 20 anos e, nesse momento, é que se vê a capacidade de renúncia e de espírito público do político.

– Eu fiquei comovido que a cidade do Rio de Janeiro, através da sua representação política (Câmara de Vereadores), se uniu num momento difícil para tirar o Rio da crise. Isso é fundamental, recompor as nossas receitas, não precisarmos diminuir serviços de saúde, de educação, nossa parte assistencial. É isso que nesse momento tem que celebrar, não aumento de imposto – disse Crivella.

O projeto foi encaminhado à Câmara de Vereadores no final de junho sob algumas justificativas da prefeitura. O governo municipal alegava que grande parte da c idade não paga o imposto. Segundo o prefeito, a maioria das emendas da Câmara foi acertada com o Executivo, mas não está descartada a possibilidade de vetar alguma. Ele disse ainda que o projeto foi debatido durante seis meses com a sociedade, quando foram feitas análises de casos particulares num universo de 1,8 milhão de imóveis comerciais e residenciais.

– Não vimos nenhuma discrepância. Pode ser que haja algum aumento acima de 70% para quem não pagava nada. Quem pagava zero, por exemplo, e agora vai pagar R$ 100 é um aumento enorme, cem vezes mais. Agora, fora isso, eu diria que o que nós fizemos realmente foi incluir aqueles que não pagavam antes. Havia 1,1 mihão isenções, agora são apenas 600 e tantas mil isenções. Quase 400 mil já entraram para a contribuição, esse é o grande avanço da lei votada ontem – ressaltou Crivella.

Deixe uma resposta