Favela Mundo oferecerá 1.200 vagas em quatro favelas, no segundo semestre

Projetos são voltados para crianças e adolescentes da Cidade de Deus e Thomas Coelho e jovens e adultos na Rocinha e Piedade

Tássia di Carvalho

No segundo semestre, a ONG Favela Mundo desembarcará simultaneamente em quatro comunidades: Rocinha, Piedade, Cidade de Deus e Thomás Coelho. Nas duas primeiras serão ofertadas oficinas de capacitação profissional para jovens e adultos através do Projeto A Arte Gerando Renda. Os cursos são voltados para o Carnaval, artes cênicas e estética, com aulas de artesanato, decoração de unhas, fantasias e adereços, grafite, maquiagem artística, maquiagem social, turbantes e tranças afro. Já na Cidade de Deus e em Thomas Coelho serão desenvolvidas atividades para os pequenos, do Projeto Favela Mundo – homônimo a ONG – com aulas de danças brasileiras, hip hop, jazz, teatro, canto e violão. Os projetos são patrocinados pelo MetrôRio, Lamsa, Prefeitura do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura e contam com apoio do Instituto Invepar. As datas de início das oficinas serão divulgadas posteriormente.

Estamos muito contentes com o resultado. 317 crianças e adolescentes ocuparam 777 vagas em seis oficinas artísticas e capacitamos 60 adultos em cursos de maquiagem e decoração de unhas. A maioria dos alunos fez dois ou mais cursos”, enumera Marcelo Andriotti, fundador da ONG. “O Favela Mundo é um projeto itinerante. Passamos normalmente um ano em cada comunidade, desenvolvendo a cidadania através da Cultura, desenvolvendo as potencialidades dos alunos, apresentando um mundo cheio de possibilidades, além de estimularmos a continuidade dos estudos. Com isso os índices de evasão escolar por onde passamos sempre melhoram. Optamos pela itinerância justamente para atingirmos cada vez mais crianças e jovens e realmente democratizar a cultura nas comunidades. O Favela Mundo planta a semente, mostra às famílias que é possível um desenvolvimento saudável e que todos tem direito aos bens culturais e a educação de qualidade.”- complementa. Os números são muito expressivos: em sete anos, foram mais de 4 mil alunos provenientes de 125 comunidades e bairros do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense.

Sobre a Favela Mundo

A Favela Mundo e seus projetos são referência para a Organização das Nações Unidas, ONU, onde foi reconhecida como Modelo de Excelência em Inclusão Social nas Grandes Cidades (World Cities Day 2014). A entidade participou de vários eventos e encontros realizados ou apoiados pela ONU (2013, 2014 e 2015) e o mais recente foi em agosto de 2016, no Marrocos, durante o NAIMUN – maior conferência mundial sobre terceiro setor. Foram 200 representantes de 30 países, e a Favela Mundo foi a única ONG brasileira participando do encontro, além disso, também representou o Brasil em eventos no México, Cuba e Estados Unidos.