Final de semana seco no Centro-Oeste e chuvoso no Sudeste

Nesta sexta-feira (23/06), o fluxo de leste associada a borda da ASAS (Alta Subtropical do Atlântico Sul), manterá uma condição de tempo instável (cavado) com chuvas alternadas com períodos de melhorias na faixa litorânea entre o norte do RJ, dos Lagos e capital, período de Sol a qualquer hora do dia, ES e RN. Localmente, a persistência da precipitação, poderá resultar em acumulados significativos de precipitação ao final do dia. No norte da Região Norte e no extremo norte do MA e do PI a divergência do escoamento em altos níveis favorecerá a ocorrência de pancadas de chuva ao longo do dia que, localmente, poderão ser intensas e vir acompanhadas de descargas elétricas.

Na maior parte do Brasil, a atuação de uma massa de ar mais seco propiciará mais um dia com predomínio de sol e pouca nebulosidade. Destaca-se a faixa entre o Centro-Oeste, oeste de MG, TO e interior do Nordeste onde o período da tarde será marcado por baixos índices de umidade relativa do ar com valores próximos ou inferiores a 30%. Nos próximos dias, o padrão de bloqueio persistirá e, com isso, não ocorrerão variações significativas das condições de tempo na maior parte do Brasil. A chuva mais intensa seguirá concentrada entre o extremo norte do Brasil e na faixa leste do Nordeste.

No litoral nordestino a precipitação ganhará força nos próximos dias e poderá resultar em volumes elevados de precipitação com potencial para transtornos em alguns pontos. A atividade frontal seguirá confinada ao sul e, com isso, também não ocorrerão grandes variações nas temperaturas. Os modelos se comportam de forma coerente, mantendo a previsão de bloqueio para o centro-sul do país e chuvas na faixa leste do nordeste pelo menos até a metade da próxima semana, dia 27/06.

A figura abaixo, ilustra a anomalia de Geopotencial prevista pelo modelo BAM entre os dias 23 e 28/06. (Fonte: CPTEC/INPE)

O bloqueio em níveis médios da atmosfera em (500 hPa), caracterizado por anomalias positivas de geopotencial, e a permanência desta configuração nos próximos dias proporcionará uma condição de tempo predominantemente seco na maior parte do Brasil. Anomalias positivas em níveis médios induzem movimentos descendentes e dificultam a formação de nebulosidade significativa. Além disso, normalmente, tais situações são acompanhadas de maior elevação da temperatura ao longo do dia e baixos índices de umidade relativa do ar.

Atenção para “baixa umidade relativa” do ar nos próximos dias.

A manutenção da condição de tempo seco em grande parte do Brasil proporcionará uma condição de baixa umidade relativa do ar em boa parte do Centro-Oeste e do interior do Nordeste nos próximos dias. Alguns municípios desta faixa registraram valores abaixo de 30% nos últimos dias. O tempo seco eleva o risco de queimadas nestas regiões. Segundo dados do grupo de queimadas do INPE, os Estados com maior número de focos detectados no mês de junho são o Mato Grosso (1619 focos) e o Tocantins (1000 focos).

 

Fonte de pesquisa NOAA, GFS e INPE!