Flamengo é Campeão Carioca Invicto

Flamengo Campeão Invicto - Foto Divulgação

De forma invicta, o Flamengo conquistou o Campeonato Carioca, ao bater o Fluminense, de virada, por 2 a 1, na tarde deste domingo (07/05), num Maracanã com lotação esgotada (mais de 68 mil presentes ao estádio).

O Rubro-Negro ignorou a vantagem obtida na primeira partida, quando venceu por 1 a 0. Saiu perdendo com um gol de Henrique Dourado, logo no início. Mas o artilheiro Guerrero (10 gols) e Rodinei (que já havia marcado no primeiro jogo), anotaram os gols da virada e do título do time da Gávea, na segunda etapa.

Foi o 34º título Carioca do Flamengo, recordista de conquistas estaduais. Há 22 anos os dois clubes não decidiam a competição. Na última delas, em 1995, o Fluminense levou a melhor ao vencer por 3 a 2.

A entrega da Taça de Campeão Carioca foi entregue pelo Vice-Presidente da FERJ, José Luiz Martinelli, ao presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e aos jogadores.

O jogo

O Fluminense abriu o placar nos primeiros movimentos da partida, mas o Flamengo não se abalou e teve maior volume ofensivo que o rival durante toda a etapa. Éverton, aos 31 minutos, foi o autor da maior chance de empate do Rubro-Negro, com lindo chute de fora da área, que obrigou Cavalieri a espalmar para escanteio. O Fluminense também chegou com perigo por vezes, mas errava a pontaria ou era interceptado pela defesa rubro-negra.
O segundo tempo começou com pressão do Flamengo, explorando o flanco esquerdo com Berrío, Trauco e Éverton. Zé Ricardo mexeu, tirando Berrío e Trauco para a entrada de Gabriel e Rodinei. O Mais Querido seguiu dominando as ações e levou perigo com Guerrero. A grande oportunidade da etapa foi com 30 minutos no relógio, quando Éverton cruzou com perigo dentro da área, mas a bola ficou com Cavalieri. Nos ataques do Tricolor, Muralha levava a melhor com boas defesas.
O jogo parecia encaminhado aos pênaltis, quando o artilheiro do campeonato resolveu deixar sua marca. Aos 40 minutos, depois de confusão na pequena área e no rebote do cabeceio de Réver, Paolo Guerrero balançou a rede pela décima vez neste estadual e deixou a taça na mão do Flamengo. Mas antes do apito final, o goleiro Cavalieri ainda foi expulso – depois de, sendo o último homem, fazer falta em Rodinei. E não é que o lateral tomou gosto por balançar a rede? Aproveitando o goleiro improvisado tricolor, Rodi fechou a conta tocando na saída de Orejuela: 2 a 1.

Fonte: Ferj / Flamengo F.C.