Gisela de Castro lança livro bilíngüe destinado às crianças

O livro de Gisela de Castro acaba de chegar às livrarias. “A asa da borboleta e outras sutilezas” (Editora Bambolê) é o nome da obra que é um convite para que se viaje no mundo das palavras em dois idiomas. As ilustrações foram feitas pela artista plástica Anna Bella Geiger, retomando a atividade de ilustradora que não exercia desde os anos 1960.

Gisela conta que lê para a filha Lara desde que ela nasceu e que sempre teve vontade de contar suas próprias histórias. “Lara hoje é uma devoradora de livros aos nove anos de idade”, conta a mãe orgulhosa. “E em virtude das oficinas e dos cursos livres que fiz com o escritor e doutor em literatura brasileira Ivan Proença, me senti segura para esta incursão ao mundo das palavras em forma de poesia. Por isso, resolvi ampliar meus estudos, e hoje também sou aluna de Carlito Azevedo”, conta Gisela.

A autora explica que sempre viajou pelas histórias de Sylvia Orthof e pela poesia de Manoel de Barros, Carlos Drummond de Andrade e Cecília Meireles. “Fui forjando minhas próprias asas e parti nesta jornada lúdica da escrita. Trata-se de um projeto que acalento há alguns anos e agora se torna realidade graças à Lei de Incentivo à Cultura do Rio”, explica Gisela.

Gisela ressalta que o objetivo ao desenvolver o projeto foi para incentivar o hábito da leitura e apresentar o alfabeto aos leitores em formação. “Para ilustrar o livro, convidei Ana Bella, figura marcante na arte contemporânea brasileira, cujo maravilhoso senso de humor estampa as páginas do meu livro que é especialmente dedicada às crianças em fase de letramento. Amei foi como Anna Bella levou para o universo infantil seus famosos mapas, presentes em sua obra reverenciada no mundo todo”, garante.

A autora diz ainda que “A asa da borboleta e outras sutilezas”, que era para ser um singelo livro de poemas curtos para crianças, mas acabou se tornando um pequeno livro de arte contemporânea. “O resultado para o qual também contribuiu a neta de Anna Bella, a designer brasileira radicada em Nova York Alice Chekroun, responsável pelo projeto gráfico e pela capa do livro”, salienta.

O projeto foi produzido com patrocínio da Prefeitura do Rio através da Secretaria Municipal de Cultura por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Grupo Lorinvest e Escola Mopi.

A obra bilíngue

Ao ser questionada o por quê uma edição bilíngue para crianças, Gisela explica que a procura por escolas bilíngues vem aumentando a cada ano. “Pesquisas apontam que crianças educadas em escolas bilíngues são mais focadas e atentas, e têm raciocínio rápido e lógico. Ao contrário do que já se pensou, elas não confundem os dois idiomas que aprendem no colégio. Na verdade, desenvolvem melhor – e mais rapidamente – processos mentais de percepção, memória, juízo e raciocínio”, afirma a autora que optou por uma escola bilíngue para a filha. “Como sentia falta de material literário infantil em dois idiomas, decidi ousar. A tradução do português para o inglês de “A asa da borboleta e outras sutilezas” ficou a cargo do professor Alex Mervart, nascido em Cambridge e graduado em Psicologia na Universidade de Birmingham, Inglaterra. Mervart manteve toda a poética do texto”, enaltece Gisela, destacando  importância desse trabalho num livro que tem como mote apresentar o alfabeto às crianças.



 

 

  • Gisela de Castro: Nascida no bairro carioca de Santa Teresa, no dia 20 de setembro de 1973, Gisela de Castro é graduada em Biologia pela UFRJ e estudou Metodologia do Ensino na Faculdade de Educação da Unicamp. Produtora atuante no Rio de Janeiro, desde 2003 é sócia e diretora artística da Zucca Produções. Trabalha como atriz, produtora, diretora, roteirista e contadora de histórias, com alguns prêmios na estante. É agenciada como escritora e roteirista pela Agência Riff. Tem um interesse especial pelo universo infanto-juvenil, gosta muito de ler, de rir e de guloseimas em geral. Tem uma filha que ama livros, quatro sobrinhos e muitos, muitos amigos

  • Anna Bella Geiger: Nascida em 1933, no Rio de Janeiro, Anna Bella Geiger é considerada uma das artistas mais importantes do Brasil, em plena atividade, com trabalhos e exposições ao redor do mundo. Mãe de quatro filhos, avó e bisavó, é casada há mais de 50 anos com Pedro Geiger, um importante geógrafo brasileiro, e sua obra tem forte influência da cartografia – o que a levou a desenvolver um singular trabalho com mapas. Com formação em língua e literatura anglo-germânicas, trabalha como escultora, pintora, gravadora, desenhista, artista intermídia e professora de Arte e Filosofia na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro. Já hospedou em seu apartamento dezenas de gatos, um tatu e um tamanduá.



Ficha técnica

“A asa da borboleta e outras sutilezas” (Editora Bambolê)

Textos, idealização e coordenação geral: Gisela de Castro

Ilustrações: Anna Bella Geiger

Capa e projeto gráfico: Alice Chekroun

29 páginas

R$ 34,90