Governo anuncia construção de Estação de Tratamento de Água na região metropolitana do Rio

Assinatura Termo de Compromisso teve a presença do Governador Luiz Fernando Pezão e do Presidente da Câmara Rodrigo Maia

A localidade de Venda das Pedras, em Itaboraí, na região metropolitana do Rio, vai ter uma Estação de Tratamento de Água (ETA). Cerca de 40 mil habitantes serão beneficiados pelas obras que vão incluir ainda duas elevatórias e um novo reservatório de água. O município sedia o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) que, segundo a Petrobras, deve ter as obras retomadas ainda neste semestre.

O projeto tem custo estimado de R$ 33 milhões, e foi anunciado durante assinatura de termo de compromisso nesta segunda-feira (08/01), no Palácio Guanabara. A licitação para contratação das obras ficará a cargo do Governo do Estado, e a fiscalização dos trabalhos – bem como a operação e manutenção do sistema – caberá à Cedae.

Segundo o governo do estado, o projeto consiste na construção de: um novo ponto de captação de água no rio Caceribu; elevatória de água bruta com linha de recalque (tubulação que levará água da elevatória à ETA) com 100 metros de extensão e 400 milímetros (mm) de diâmetro; nova ETA com capacidade para produzir 120 litros de água por segundo (l/s); elevatória de água tratada com linha de recalque (tubulação que levará água da elevatória ao novo reservatório) com 300 metros de extensão e 400 mm de diâmetro; novo reservatório de água tratada com capacidade para armazenar 2,5 milhões de litros e de tronco distribuidor com 4.200 metros de extensão e 400 mm de diâmetro, que vai interligar o reservatório à rede de distribuição.

Participaram da assinatura do termo de compromisso o governador Luiz Fernando Pezão; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; o ministro das Cidades, Alexandre Baldy; o presidente do Banco do Brasil, Paulo Rogério Caffarelli, o presidente da Cedae, Jorge Briard, o secretário estadual da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Christino Áureo, e o prefeito de Itaboraí, Sadionel Gomes Souza.

Deixe uma resposta