Líderes de torcidas organizadas são presos no Rio

Foto Reprodução/ TV globo

Pelo menos quatro pessoas foram presas durante a Operação Limpidus, da Polícia Civil do Rio, para combater ilegalidades cometidas por dirigentes de clubes de futebol e de torcidas organizadas. Além das prisões, realizadas nesta sexta-feira, (01/12) foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e oito de condução coercitiva expedidos pelo juiz Guilherme Schilling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos (JETGE).

Os presos são Manuel de Oliveira Menezes, presidente da Young Flu, que foi encontrado na casa onde mora em um condomínio fechado em Quintino, na Zona Norte do Rio; Luiz Carlos Torres Júnior, o Fila, vice-presidente da Young Flu; e Ricardo Alexandre Alves, o Pará, presidente da Força Flu. Por sua vez, o presidente da Fiel Tricolor, Carlos Roberto de Almeida, é considerado foragido. Durante as investigações que contaram com a participação do Ministério Público (MPRJ), foi identificado o desvio de ingressos para cambistas e o descumprimento de decisões judiciais. De acordo com o inquérito, os clubes fornecem ingressos às torcidas organizadas, que acabam sendo desviados para cambistas.

Os clubes são acusados de financiar torcidas organizadas já punidas com medidas de afastamento. Segundo o MPRJ, as condutas estariam promovendo a violência nos estádios.

Fonte: MPRJ

Edição: Wagner Sales