Meio ambiente reprime construções irregulares em área de proteção ambiental na Região dos Lagos

Foto EBC

Uma ação de fiscalização conjunta entre a Secretaria estadual do Ambiente, a Prefeitura de Arraial do Cabo e o Comando de Polícia Ambiental (CPAm) foi deflagrada nos distritos de Figueira e Pernambuca, na região conhecida como Caiçara, no município de Arraial do Cabo. O objetivo foi reprimir o desmatamento e as construções irregulares em área de preservação ambiental.

A região foi o alvo da operação em decorrência da tentativa de loteamentos clandestinos em áreas inseridas em zona do Parque Estadual da Costa do Sol e da Área de Proteção Ambiental (APA) de Massambaba. Durante a operação, foram removidas cercas que delimitavam as áreas e demolidas algumas edificações em fase inicial de construção. A equipe emitiu notificações proibindo construções irregulares, que serão objetivo de demolição administrativa ou judicial, e apreendeu tijolos, ferragens e outros materiais encontrados no local das obras.

– Foi feito um sobrevoo na região o que possibilitou melhor visualização das áreas a serem monitoradas e isso permitirá dimensionar ações futuras que darão continuidade a esta grande operação –  disse o coronel da PM, Emerson Barros, Coordenador Geral de Fiscalização do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

A ação contou com a participação de agentes da Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais, da Secretaria do Ambiente; da Coordenadoria de Fiscalização e da Superintendência Lagos São João, ambos do Inea; do Grupamento Aeromóvel da PM (GAM) e fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Arraial do Cabo.