Mostra revela os limites entre o concreto e o onírico

Publicado em 20 de Dezembro de 2016

A partir de 20 de dezembro, o público carioca conhecerá a fase impressionista da artista plástica, Claudia Watkins, que na exposição Opus CW XVI explora cores, relevos e os limites entre o concreto e o onírico na série Vasos e Flores. Entre quadros da atual fase e de períodos anteriores, a exposição traz 24 telas da artista. 

A série mais recente, diz Claudia, representa uma progressão na sua arte.

“Já tive como referência a arte rupestre, passei por períodos monocromáticos e agora estou num momento mais impressionista, experenciando cores e transparências aguadas”.

A escolha do nome da mostra é quase um verbete de arquivo: OPUS CW XVI ou Obras de Claudia Watkins, 2016.

Para o artista Xico Chaves, as telas se destacam no “lirismo impressionista, como se a poesia estabelecesse um laço romântico entre o passado e presente, a permanência da linguagem já consagrada e sua atualidade efêmera, pura e simplesmente, mas estas flores parecem imaginárias sem abdicarem de sua presença cotidiana”.

As séries “Madeixas” e “Amor Abstrato”,  inspiradas na relação que Claudia tem com mais de noventa cães, – alguns recolhidos nas enchentes de 2011 na Região Serrana fluminense, – também estarão expostas.

Claudia Watkins começou a pintar nos anos 1990,  tendo frequentado ateliês de pintores como David Largman e Xico Chaves. A artista acompanhou ainda o ateliê de artes do Museu do Inconsciente, criado pela psiquiatra Nise da Silveira e participou do London Project, de Charles Watson, na Inglaterra. Claudia emprega pigmentos naturais e industriais em suas pinturas “quase” arqueológicas, rupestres ou de abstrações “quase” simbólicas.

Mostra OPUS CW XVI
Abertura: 20 de dezembro de 2016, às 19h.
Exposição: 21 de dezembro de 2016 a 12 de março de 2017, de terça a domingo, das 12 às 19h.
Centro Cultural Correios – Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, Rio de Janeiro.

Artigo anteriorPolíticos e juristas debatem conjuntura nacional
Próximo artigoCarnaval aquece a economia criativa

Carla Giffoni: Jornalista, escritora e roteirista.
Atuando há 20 anos como jornalista nas Editorias dePolítica, Polícia, Economia, Cultura e Cidades, em revistas, jornais, sites e emissora de TV, entre eles:
Tribuna da Imprensa, Revista Menorah, repórter do Portal de Notícias SolidáRio, TV Bandeirantes (BM), jornal A voz da Cidade, Rádio do Comércio. Colaboradora do roteirista José Carvalho no filme “Vidas partidas”; colaboradora do roteirista Doc Comparato para o projeto “Peritos da Verdade”. Pós-graduada em Jornalismo Cultural e em Roteiro para Cinema e TV (UVA); graduada em Comunicação Social – habilitação em Jornalismo – e
também em Letras/Formação de Escritor (PUC-RJ).

COMPARTILHAR