Mulheres foram as mais agredidas durante o Carnaval Carioca

Por Lígia Souto/EBC

Publicado em 02 de Março de 2017

Durante o carnaval do Rio de Janeiro, a Polícia Militar atendeu duas mil cento e cinquenta e quatro ocorrências de violência contra a mulher pelo número 190. O número representa 14 por cento do total de quase 16 mil denúncias recebidas no período entre as 8 da manhã do dia 24 de fevereiro e o mesmo horário do dia 1º de março. O balanço, divulgado nesta quinta-feira pela corporação, revela que uma mulher foi agredida a cada quatro minutos de carnaval.

Durante o período de folia, mulheres que participavam da campanha Carnaval sem Preconceito, foram agredidas e sofreram assédio nos blocos de rua. Enquanto distribuíam o material da campanha que combate o assédio, o racismo e à violência contra mulheres e homossexuais, elas ouviram xingamentos, foram assediadas verbalmente e até fisicamente.

Durante o carnaval, a polícia também prendeu 298 suspeitos, sendo 72 adolescentes apreendidos em flagrante e 18 por mandados de prisão. A PM apreendeu também 69 armas, além de drogas como maconha, cocaína e crack.

Ainda segundo o balanço, a perturbação do sossego e do trabalho alheio foi responsável por 1.923 das chamadas, representando 12% do total dos acionamentos.