Ônibus com crianças católicas é atacado no Egito

Rua Judaica/Egito

Cairo – 26 pessoas foram mortas no Egito depois que homens armados não identificados abriram fogo em um ônibus que transportava cristãos coptas. Para os funcionários do veículo classificaram como ataque terrorista. Dez supostos assaltantes, usando máscaras de rosto, dispararam contra os passageiros de três ônibus, segundo informou o Ministério do Interior do Egito à imprensa local.

Os cristãos estavam viajando, nesta sexta-feira (25), para um mosteiro, São Samuel o Confessor, a cerca de 100 km a noroeste da cidade de Minya, quando eles se viram sob fogo cerrado, disse o ministério. Outros 25 ficaram feridos, alguns dos quais estão em estado crítico, disse o porta-voz do Ministério da Saúde, Khaled Mugahed, à TV estatal al-Masriya. “Homens, mulheres e crianças estão entre os mortos e feridos e 50 ambulâncias estão no local”, disse ele.

O ataque ocorre quando o país ainda está sob um período de três meses de estado de emergência após dois ataques contra igrejas coptas no Domingo de Ramos, no mês passado, que mataram dezenas de pessoas, em ataques assumidos pelo ISIS (Estado Islâmico).

Não foi imediatamente claro quem foi o responsável pelo tiroteio, mas cristãos coptas foram alvo de militantes ISIS várias vezes nos últimos anos e a violência em curso desencadeou um êxodo em massa de cristãos coptas de algumas cidades.