OPERAÇÃO ‘CREODEFÚ’ DA PF NA ‘CASA’, EM CLIMA NATALINO

– Oi amigos. Vocês têm visto o Creodelmiro?
– Oi, jornalista. Ele está recluso. Já faz um tempo. Desde o início do mês. Acho que andou vendo televisão demais.
– Mas como assim, Pardal? Ele está recluso por causa da TV?
– Em reclusão, jornalista. Resolveu confessar tudo para o enfermeiro, que falou para a psicóloga, que falou para o psiquiatra…
– Pardal, esse ano era a vez do Creodelmiro ser o Papai Noel da ‘Casa’… Ele não pode estar recluso.
– Reclusão, jornalista, reclusão… O Coreano da federal grampeou ele depois que o nosso psiquiatra o denunciou para o Disque–Denúncia…
– Mas o que ele confessou??
– Um esquema que rolava aqui há uns cinco anos. Antes de você ser internado por conta de estresse, depressão, síndrome do pânico e da cervejinha depois do expediente …
– Que esquema era esse, Pardal?
– Coisa do Governo, jornalista… Superfaturamento de brinquedos paraguaios e chineses, tipo bonecas nipônicas e réplicas de tratores da Coréia do Norte, com ramificações nas secretarias de Obras, Educação, Cultura, Casa Civil…
– Ô Pardal, que história é essa? O Creodelmiro era professor de matemática e está aqui há cerca de 10 anos! Como ele poderia participar de um esquema desse porte???… Qual foi o nome da operação?
– ‘Creodefû!’.
– ‘Creodefû!’.???
– Porra, jornalista, ta doidão? Não entende o que eu falo não? Aliás, não era para eu falar nada. Pardal voa baixo. Vê se me evita nesse Natal que o bicho ta pegando.
– Pardal, isso é a maior viagem. Uma viagem coletiva. Cadê o ‘Creodefû!’? Quer dizer, o Creodelmiro?
– Era para estar no banho de sol. Mas está em greve de fome, vestido de Papai Noel…
– O quê???
– É que ele irá fazer uma delação premiada hoje. E disse que vai entregar um monte de gente aqui da casa para o Coreano do Sul da PF.
– Entregar como e por quê?
– Jornalista, tu ta bolado?
– Eu, bolado? Para com isso!
– Então fica frio, mas sabe como é… Nesses casos sobra geral. Até provar que focinho de porco não é tomada… Você tem advogado?
– Bom, tenho o Savinho…
– Jornalista, ele era advogado semana passada, hoje ele é o primeiro ministro da África…
– Puta que pariu!!!
– Não adianta ficar nervoso. Vai ao psiquiatra e pede um S.O.S. Mas não dá mole não. Se ele perceber alguma alteração… Vai te dedar também.
– Me dedar? Mas eu não fiz nada!
– Jornalista… No ano passado você não falou que os preços dos brinquedos estariam mais baratos 10% em relação ao ano retrasado?
– Bom… Sim… Os economistas…
– Pois é. Os preços dos brinquedos aumentaram 132%. Tu tava no esquema?
– Tu ta maluco mesmo! Cadê o Creodelmiro?
– Após o meio dia ele iria receber indulto de Natal… Com tornozeleira… É de pano, mas para ele é eletrônica… Então o Ministério Público não considerou risco de fuga… E já são meio-dia e dez… Agora, tu…
– Tu o quê, Pardal???
– Quanto tu ganhou no esquema dos brinquedos subfaturados que eram superfaturados?
– Sabe o que eu ganhei? Uma estadia no mundo encantado de vocês. Quero falar com o psiquiatra, os psicólogos, os terapeutas, os psicanalistas, agora!
– Ô jornalista… Eles estão vasculhando o seu quarto… E a essa hora…
– Senhor jornalista!!!

 

Ilustração André Barroso

 

– Oi, boa tarde, senhor psiquiatra… Feliz Natal… O que houve?
– Queremos saber, nós da Casa e o Dr. Delegado Higiênico, da Polícia Federal, o que esse trator de plástico estava fazendo em sua mochila, no seu quarto?
– Doutor, o meu quarto eu dividido com mais 256 pacientes e só tem seis leitos… E duas redes do Ceará. Realmente não sei… Há algum louco da Lava–Jato, do tipo empreiteiro, em depressão, dividindo esse maravilhoso espaço com a gente? Porque eu sinceramente não fiz nenhuma obra com esse trator de plástico.
– Jornalista, você está convocado para uma consulta coercitiva depois do ano novo, na minha sala! Há indícios de que você está envolvido no esquema de superfaturamento de brinquedos subfaturados que está sendo investigado pela OPERAÇÃO ‘CREODEFÚ’.

– Mas doutor…
– Não tem mais nem menos. E tem mais. Para aliviar a sua barra, você será o Papai Noel da Casa este ano. Nós vamos dar uma passeada com você na área externa para a imprensa fazer imagens… Sabe como é… O Governador precisa sair um pouco dos holofotes. Procura fazer “Ho, ho, ho!”… Mas se tiver criança na hora, não coloca no colo não, senão você vai entrar também na pedofilia!…

FELIZ NATAL RIO E BRASIL!!!