Panorama Arte e Vida no Cinema em São João de Meriti

            O Sesc de Cinemaestá promovendo durante esse mês o Panorama Viver é fácil – A arte e vida no Cinema.

Panorama Arte e Vida no Cinema em São João de Meriti
panorama de cinema em são joão de meriti

O Sesc de Cinema está promovendo durante esse mês o Panorama Viver é fácil – A arte e vida no Cinema. A mostra tem como objetivo apresentar a importância e a potência da arte na vida de seus personagens: a arte enquanto desejo, obsessão, redenção, ruína e idolatria.

Na quinta-feira (22) haverá a apresentação do filme dinamarquês “Nós somos as melhores” do diretor  LucasMoodysson, estrelando Mira Barkhammar e Mira Grosin. O filme conta a história de Bobo e Klara que têm 12 anos e são amigas inseparáveis. Elas são fãs de punk e sentem-se deslocadas na escola e em suas famílias, já que todos dizem que o punk morreu. Um dia, como provocação a um grupo de garotos, elas resolvem montar uma banda. Não demora muito para que convidem para o grupo Hedvig, devido ao seu talento no violão. Entretanto, Hedvig é cristã e nada tem a ver com o estilo punk de ser, tendo que ser iniciada no movimento por Bobo e Klara. O filme será exibido às18h30 e a faixa etária é acima de 12 anos.

Ainda na quinta-feira, outro filme que terá exibição é do diretor Ari Folman: “O congresso futurista”. Uma atriz em fim de carreira (Robin Wright) decide aceitar uma proposta ousada, mas muito bem paga, para ter melhores condições de cuidar de seu filho, portador de deficiência física. Segundo o acordo, ela deve colaborar com uma empresa que vai fazer uma versão digital de sua imagem, criando assim uma atriz virtual idêntica à ela mesma. Enquanto a empresa pode utilizar essa imagem virtual para os fins que desejar, a atriz real será proibida de atuar até o resto de sua vida. Aos poucos, ela começa a perceber as consequências catastróficas da atitude que tomou. O filme começa às 10h e após exibição haverá debate com Samantha Brasil. A censura é 12 anos.

No dia 29 serão apresentados três filmes: o primeiro é o filme americano, “Caminho para o nada” com direção de Monte Hellman, sendo estrelado por Mitchell Haven. A trama fala sobre TyghRunyan, um jovem cineasta, que resolve rodar um filme baseado na história de um crime real, ocorrido no interior dos Estados Unidos, onde um político e sua amante aparentam ter cometido suicídio. Para interpretar a amante é contratada uma mulher misteriosa, bastante parecida com a pessoa na qual sua personagem é inspirada. Aos poucos Tygh é envolvido cada vez mais pelo ocorrido, desenvolvendo uma obsessão pelo caso e por sua protagonista. O filme começa às 14h e a faixa etária é acima dos 14 anos.

O segundo filme, é o documentário “A alma da gente”. Em 2002, o coreógrafo Ivaldo Bertazzo coordenou um projeto de dança com adolescentes moradores da Favela da Maré, levando à apresentação do espetáculo “Dança das Marés”. Uma década depois, os diretores procuraram os dançarinos para compreender o impacto daquele evento em suas vidas, e para ver se conseguiram conquistar os desejos de infância. A direção do documentário é assinada Helena Solberg e David Meyer. O filme será exibido às 18h30 e a faixa etária é acima de 10 anos.

O terceiro filme é o espanhol “Viver é fácil de olhos fechados” com direção de David Trueba, estrelado por JavierCámara. A história se passa na década de 60. O Antonio, um modesto professor de inglês, é fã incondicional dos Beatles e sonha em conhecer seu ídolo, John Lennon. Para encontrar o seu “herói”, o professor irá viajar até Almeria e no meio do caminho irá esbarrar com dois jovens: Belén, uma moça de vinte anos e Juanjo, um garoto de dezesseis que está fugindo de seu pai autoritário. O encontro destas três pessoas fará a vida de cada uma tomar rumos imprevisíveis. A exibição será às 14h, para maiores de 14 anos. Entrada franca.

Artigo anteriorO musical “A cigarra e a formiga” em curta temporada .
Próximo artigoColuna Caleidoscópio

Carla Giffoni: Jornalista, escritora e roteirista.
Atuando há 20 anos como jornalista nas Editorias dePolítica, Polícia, Economia, Cultura e Cidades, em revistas, jornais, sites e emissora de TV, entre eles:
Tribuna da Imprensa, Revista Menorah, repórter do Portal de Notícias SolidáRio, TV Bandeirantes (BM), jornal A voz da Cidade, Rádio do Comércio. Colaboradora do roteirista José Carvalho no filme “Vidas partidas”; colaboradora do roteirista Doc Comparato para o projeto “Peritos da Verdade”. Pós-graduada em Jornalismo Cultural e em Roteiro para Cinema e TV (UVA); graduada em Comunicação Social – habilitação em Jornalismo – e
também em Letras/Formação de Escritor (PUC-RJ).

COMPARTILHAR