Prefeitura do Rio anuncia o Projeto Carnaval

Crivella e o presidente da Riotur, Marcelo Alves falaram do projeto Carnaval Foto: Divulgação (Prefeitura do Rio)

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e o presidente da Riotur, Marcelo Alves, apresentaram nesta quinta-feira (11), no Palácio da Cidade, o Projeto Carnaval, que engloba todos os eventos promovidos e realizados pelo órgão. Entre os eventos estão: blocos de rua, desfiles das agremiações no Sambódromo e na Estrada Intendente Magalhães, a programação da Arena Carnaval Rio, palcos e demais celebrações oficiais.

Para esta edição do carnaval, a Riotur registrou uma captação recorde de investimento privado: R$ 38,5 milhões. “Fizemos um esforço para apresentar um carnaval muito bonito, e esperamos que seja sem violência. Além da competição nos desfiles, o carnaval é também para mostrar ao mundo que continuamos otimistas”, afirmou o prefeito Marcelo Crivella.

Foliões

A expectativa é que 1,5 milhão de turistas internacionais visitem a cidade durante o Carnaval, totalizando 6 milhões de foliões durante os dias de festa. De acordo com um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a folia vai ter um impacto de R$ 3,5 bilhões na economia do município.

Segundo o presidente da RioTur, Marcelo Alves, “o volume de turistas esperado baterá todos os recordes. Estamos preparados para oferecer a melhor experiência desta festa para todos”. Uma novidade para o carnaval deste ano será a Arena Carioca. O espaço, dentro do Parque dos Atletas, na Barra da Tijuca, foi criado para oferecer opções ao público que vai aproveitar os dias de folia no bairro.

A entrada na Arena será gratuita, e o espaço vai gerar mil empregos diretos e outros dois mil indiretos. Serão duas atrações por dia, às 9h e às 16h, com uma apresentação surpresa reservada para a Quarta-Feira de Cinzas. “Não há a menor intenção de podar a essência do carnaval de rua. Pelo contrário, vamos aumentar o número de blocos pela cidade”, garantiu Marcelo Alves.

Intervenções

Um dos pontos tradicionais do carnaval carioca, a Estrada Intendente Magalhães sofreu diversas intervenções. A Rioluz aumentou a iluminação na região, e agora os desfiles contam com três carros de som de alta potência.

A área de concentração das escolas vai ganhar um gradeamento similar ao utilizado na Avenida Presidente Vargas, para evitar a invasão do público. Outra mudança será no posicionamento das cabines de julgamento, que agora ficam todas do lado direito da avenida.

Até agora, a Prefeitura do Rio já aprovou a criação de 28 novos blocos. Por enquanto, já são 600 desfiles aprovados pela cidade, e a expectativa é que esse número aumente.

Serão disponibilizados 32.560 banheiros, uma oferta maior em relação aos 31 mil de 2017. Quem precisar de atendimento médico durante o carnaval poderá contar com cinco postos de saúde, 130 ambulâncias e 150 maqueiros. O ordenamento do trânsito estará a cargo de 1.500 controladores.

Legenda: Crivella e o presidente da Riotur, Marcelo Alves falaram do projeto Carnaval

Foto: Divulgação (Prefeitura do Rio)

Edição: Wagner Sales

Deixe uma resposta