Preservando a natureza e cuidando da vida

Fundação Aury Bodanese e Comitê da Água promovem ação de conscientização no Dia Mundial do Meio Ambiente

A cada 28 toneladas de papel reciclado evita-se o corte de um hectare de floresta. O papel feito com material reciclado reduz em 74% os poluentes liberados no ar em 35% dos despejados na água, além de reduzir a necessidade de derrubar árvores. Essas e outras informações foram destaque durante a ação de conscientização que marcou o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado nesta segunda-feira (05), no Frigorífico Aurora Chapecó II (FACH II).

A iniciativa foi do Comitê da Água da unidade em parceria com a Fundação AuryLuiz Bodanese (FALB) por meio do programa A Turminha da Reciclagem. Aliando diversão e informação os funcionários brincaram na pescaria e, ao mesmo tempo, foram desafiados a responder questões que envolvem a preservação ambiental dentro e fora do espaço de trabalho. O prêmio foi uma muda de árvore frutífera ou nativa para quem acertasse a pergunta e o desafio será plantá-la. “Nossa intenção foi conscientizar os colegas de uma maneira lúdica e interativa sobre a importância de cuidarmos da natureza. Toda atitude por mais simples que seja pode resultar em grandes transformações. Devemos ter iniciativas de preservação tanto em casa como no local de trabalho”, destacou o encarregado de gestão ambiental e coordenador do Comitê da Água do FACH II, Muriel da Luz Pessoa da Silva. Segundo ele, somente no FACH II, em 2017 já foi recolhido uma média de 64,54 toneladas de material reciclável os quais tiveram uma destinação adequada.

“Mensalmente são desenvolvidos treinamentos para estimular a destinação correta de resíduos dentro da unidade e todos os anos são doadas mudas de árvores para que sejam plantadas”, complementou.

A educadora ambiental da Turminha da Reciclagem, Darcivana Squena, contribuiu com dicas sobre a correta separação dos resíduos sólidos, uma simples atitude que auxilia muito com a preservação do meio ambiente; cuidados com o descarte de pilhas,baterias e lâmpadas fluorescentes; e informações sobre os benefícios da reciclagem e a preservação dos recursos naturais. “Atualmente cada brasileiro produz entre 1 e 1,5 kg de lixo, ou seja, materiais descartados misturados. Se a separação fosse efetuada corretamente esse número cairia para, em média, 200 gramas”.

Para ela, é importante que a sensibilização inicie desde cedo com as crianças para que, futuramente, elas sejam as responsáveis pelas mudanças que o planeta tanto precisa. “As pessoas têm informação e sabem o mal que o descarte incorreto de resíduos faz para o meio ambiente, mas ainda falta sensibilidade e ação. Por isso estimulamos também as crianças para que mudem o futuro”, observou.

PLANTANDO VIDA NA TERRA

Olinto Antônio Leal Martins, funcionário do setor de frescais, reside em uma propriedade rural no interior de Ametista do Sul e sempre que pode planta árvores em sua terra. “Cerca de 30% da minha propriedade tem árvores de todos os tipos. Sei da importância que elas têm para a nossa sobrevivência, são o ar que respiramos. Além disso, qual ambiente não fica mais bonito com o verde da natureza, não é mesmo?”, questionou com um sorriso no rosto após garantir sua muda de ameixa na pescaria.

O trabalhador do setor de expedição, Rudinei Soares, participou em 2016 da ação e,mais uma vez, fez questão de garantir uma muda de árvore. “Em um ano já plantei mais de 500 mudas na chácara onde moro na cabeceira da divisa. Dá gosto de ver o verde espalhado. Sempre que posso eu planto e incentivo as pessoas para que também adotem essa atitude. A natureza sem dúvidas agradece”, afirmou. De acordo com ele, as ações de conscientização e incentivo são válidas. “As pessoas se espelham nos bons exemplos e a Aurora sempre está nos mostrando qual o melhor caminho”.

Além do FACH II, a Aurora Matriz, através do Comitê de Comunicação em parceria com o programa A Turminha da Reciclagem da FALB, também expôs cartazes sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente, com dicas, informações e objetos reaproveitados e reciclados, demonstrando a infinidade de utilidades que os resíduos separados corretamente têm. O espaço foi pensado e elaborado pelo setor de comunicação da unidade e esteve exposto ao lado do cartão ponto.

A presidente da Fundação, Isabel Cristina Machado, ressaltou que a Aurora, por meio da FALB, promove frequentemente treinamentos e atividades de conscientização e preservação ambiental. “Também estamos presentes nas escolas para sensibilizar crianças e adolescentes sobre a importância do cuidado com os recursos naturais buscando a cooperação com o meio ambiente. A mudança de atitude começa em casa.

No nosso dia a dia são os pequenos gestos que contribuem para um mundo melhor e mais saudável”, finalizou.

Arrow
Arrow
New slide
ArrowArrow
Slider