Produtora rural de Concórdia vence Prêmio Mulher de Negócio

A vencedora concorreu com um projeto de genética para gado de corte

O coordenador regional oeste do Sebrae-SC, Enio Albérto Parmeggiani, e Luciane Baseggio Vendruscolo, que venceu o Prêmio Mulher de Negócios na categoria Produtora Rural.

Marcos Bedin- SC

O olhar empreendedor da produtora rural Luciane Baseggio Vendruscolo, de Concórdia, deu a ela o Prêmio SEBRAE/SC Mulher de Negócios na categoria produtora rural. A premiação foi entregue no último fim de semana durante a Feira do Empreendedor, em Joinville. “Ganhar esse prêmio foi muito importante. A vontade de empreender sempre esteve presente em mim. É emocionante e recompensador, fortaleceu ainda mais esse espírito de fazer o novo”, comemora. Após participar de cursos do SEBRAE/SC com foco em desenvolvimento regional, turismo, gestão e planejamento, Luciane encontrou na propriedade, que em 2002 contava com 19 hectares, a possibilidade de investir em um negócio próprio: a Fazenda Alto Uruguai.

Vislumbrando o investimento no setor da pecuária de corte, iniciou a criação após adquirir 20 fêmeas cruzadas que seriam utilizadas para início da produção de bezerros para confinamento. “Ao buscarmos o reprodutor para o rebanho surgiu a primeira dificuldade, a ausência de animais Puros de Origem (PO) necessários para a reprodução. Isso despertou interesse em buscar conhecimento nas raças de gado de corte, visualizando um nicho de mercado ainda não explorado em nossa região”, lembra ela.

Junto com o esposo, após estudar as raças de gado de corte e avaliar qual se adaptaria melhor à região, em 2005 recebeu um valor em dinheiro, juntou com as economias que seriam destinadas para mobiliar a casa e decidiu utilizar para adquirir as primeiras seis fêmeas Puras de Origem da raça Brahman.

O trabalho de melhoramento genético iniciou por meio de inseminação artificial adquirindo Sêmen de reprodutores de alto potencial genético para produção de animais Puros de Origem. “Nos associamos à Associação Brasileira de Criadores de Zebu, entidade responsável pelos registros genealógicos. Esse sistema permite o acompanhamento individual de todos os animais, possibilita o conhecimento do valor genético e de linhagens com o objetivo de seleção e melhoramento genético e a emissão do certificado de registro de cada animal”, relata Luciane.

A cada ano o casal vislumbrava mais possibilidades de crescimento no mercado, acreditando no projeto empreendedor, acompanhando as avaliações de mercado e buscando recursos nas instituições financeiras para fazer os investimentos necessários na aquisição de novas áreas de terra e equipamentos. “Construímos e ampliamos as instalações necessárias para o manejo a fim de proporcionar o bem-estar dos animais visando obter melhores resultados e desenvolver a atividade com segurança.  Buscamos sempre orientação técnica e parcerias junto a nossos fornecedores de sais minerais e de controle de zoonoses. Também investimos na melhoria das pastagens proporcionando alimentação equilibrada e de resultado eficaz aos animais”, conta.

Vencedoras do Prêmio Mulher de Negócios foram reconhecidas na Feira do Empreendedor.

Segundo a empreendedora, o princípio do sucesso está no conhecimento aliado ao planejamento, organização e controle da atividade desenvolvida. Para ela, a participação em feiras, leilões e a criação de parcerias com outros produtores é fundamental. “Essa atividade ainda é extremamente masculina e, muitas vezes, me perguntavam se eu era a secretaria da entidade ou da empresa que promovia os leilões. Quando dizia que era criadora me perguntavam se eu colocava a mão na massa mesmo. Quando eu falava com domínio sobre genética ia conquistando meu espaço nesse universo e passei a ser reconhecida nos eventos”.

Aos poucos Luciane foi se integrando ao setor, acompanhando as avaliações dos melhores animais da alta genética. Se associou à Associação Brasileira do Brahman para estar sempre informada sobre o melhor da genética, os rankings de mercado, as tendências futuras. “Isso nos fez perceber que para expandir nosso empreendimento a reprodução somente por inseminação artificial não era suficiente devido à ausência de matrizes para a compra. Em Santa Catarina existe barreira sanitária e somente é permitida a entrada de sêmen e embriões, fato que dificultava a expansão de nosso projeto”, relembra.

Com o princípio do associativismo muito presente no modo de pensar e agir, Luciane e o esposo foram estimulados pelas diversas participações em eventos do setor, criando parcerias com instituições como a ACIC e a FACISC para que pudessem atender suas expectativas. A expansão do empreendimento aconteceu em 2011 com a contratação de serviços de um laboratório genealógico que iniciou os trabalhos de Fertilização In Vitro (FIV) na propriedade. “Utilizamos nossas melhores matrizes para serem fertilizadas gerando embriões que foram implantados nas receptoras impulsionando a produtividade e potencializando a melhor genética, atingindo as metas do criatório em termos de resultados e quantidade de animais produzidos”, observa.

Em 2014 mais uma expansão no negócio com o início da criação de reprodutores para a comercialização de duas novas raças: Hereford e Braford, se associando a cada entidade responsável pelos registros e acompanhamento genealógicos dos animais. Atualmente o casal possui 110 hectares de terra que foram adquiridos gradativamente ao longo de 10 anos, e 140 hectares arrendados, totalizando 250 hectares utilizados na produção de gado de corte Puros de Origem. “Dispomos de 200 matrizes Puras de Origem em produção e 110 receptoras de embrião. Conseguimos atingir nossa meta de produção de 50 reprodutores para comercialização anual pois os animais passam por uma avaliação criteriosa para aprovação e futura utilização como reprodutores”, complementa.

Os animais da Fazenda Alto Uruguai também levam a tatuagem de uma marca própria desenvolvida para identificação da origem do criatório do animal. A comercialização ocorre por meio de leilões, feiras e vendas diretas na Fazenda. Esse ano, com a marca consolidada no mercado, os produtores promoveram o Primeiro Leilão Particular em que foram ofertados 50 animais de alto valor genético atingindo os objetivos traçados com o evento.

“Atualmente Santa Catarina produz somente 40% de toda a carne bovina consumida no Estado. A nós cabe a produção de animais eficientes e precoces que proporcionem maior volume de carcaça e rendimento aumentando esses percentuais. Estamos visualizando futuramente a inserção de reprodutores POs nas matrizes leiteiras no Estado por meio do Programa Pró Genética da ABCZ, possibilitando agregar valor, bem como diversificar a atividade desenvolvida na pequena propriedade e, consequentemente, o aumento desse percentual na produção da carne bovina gerando maior renda na atividade agropecuária desenvolvida”, reforça.

O prêmio

O Prêmio é uma iniciativa do Sebrae em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW) e conta ainda com o apoio da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Ao longo de treze edições, a iniciativa buscou identificar e reconhecer mulheres empreendedoras que transformaram seus sonhos em realidade e que, por meio de suas histórias de vida, tornaram-se exemplos para outras mulheres que também buscam no empreendedorismo um caminho para o crescimento pessoal e profissional.

Este ano, a iniciativa teve 166 inscrições. O Prêmio é destinado para empresárias com mais de 18 anos que concorrem em três categorias: pequenos negócios, para proprietárias de micro e pequenas empresas, microempreendedora individual e produtora rural. Todas as vencedoras estaduais de cada categoria são reconhecidas com troféu, selo, certificado, um curso e/ou 16 horas técnicas de consultoria em gestão, além de concorrer na etapa nacional do Prêmio que será em outubro, em Brasília.

A seleção das histórias foi realizada por avaliadores que utilizam um instrumento de avaliação que tem como referência o Modelo de Excelência da Gestão da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), além do alinhamento aos conceitos de empreendedorismo do Sebrae.