Queimados tem centro para tratamento da tuberculose

Com o objetivo de diminuir a taxa de morbidade, mortalidade e de transmissão da Tuberculose, a Prefeitura de Queimados disponibiliza tratamento e medicamentos gratuitos para a população, por meio do Programa de Controle da doença no município (PCT), que conta com um centro específico para o tratamento, localizado no bairro Fanchem.

Pacientes-se-consultam-no-centro-de-tratamento-da-tuberculose-em-Queimados

Com o objetivo de diminuir a taxa de morbidade, mortalidade e de transmissão da Tuberculose, a Prefeitura de Queimados disponibiliza tratamento e medicamentos gratuitos para a população, por meio do Programa de Controle da doença no município (PCT), que conta com um centro específico para o tratamento, localizado no bairro Fanchem. Só no primeiro semestre deste ano, cerca de 300 moradores foram atendidos no local, entre sintomáticos e os diagnosticados com a patologia, destes 50 já foram curados e liberados pelo programa, que existe há mais de 10 anos na cidade.

O tratamento fornecido é feito após a realização do exame de escarro, procedimento realizado no laboratório de baciloscopia.  O processo dura de 2 a 6 meses, variando de acordo com o estado clínico do paciente, conforme explica a chefe responsável pelo setor no município, Vanderléia Moreira.  “Geralmente usamos um único remédio com quatro substâncias, mas quando temos pessoas com casos de alergia, diabetes e hipertensão, injetamos as dosagens separadas e, assim, o processo demora um pouco mais”, explica.

O Programa de Combate à Tuberculose conta com oito profissionais, entre Tisio Adulto, Tisio Infantil, enfermeira, técnico e administrativos . De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Drª Lívia Guedes, o número de abandonos do tratamento tem diminuído  “As pessoas estão começando o tratamento e indo até o fim, isso é muito bom para a cidade. Neste ano, só tivemos 6 desistências, sendo 0 pessoas no mês de junho”, afirmou.

Só no mês de junho, mais de 60 pessoas iniciaram o tratamento de tuberculose pelo programa no município, dentre elas, a moradora do Fanchem Maria da Gloria, de 57 anos. Após ser diagnosticada com a doença, ela faz exames de rotina e recebe medicamentos gratuitos em pouco mais de um mês que se consulta no centro municipal de Controle da Tuberculose e já vê a melhora em seu estado de saúde. “Já estou bem melhor, não vejo a hora de a cura chegar.  Acho muito importante ter esse espaço aqui na cidade, fica pertinho da minha casa”, comemora.

 O que é a doença e onde tratar?

A Tuberculose é uma doença causada por uma infecção de Bacilo Koch (BK), que pode ser transmitida quando uma pessoa já infectada tosse, fala ou espirra em um local fechado.  De acordo com Vanderléia, isso só ocorre quando o paciente apresenta um estado clinico avançado. “Se o resultado do exame der três cruzes, isso significa que essa pessoa não pode ficar em um local fechado, pois todos em sua volta poderão ser atingidos”, alerta.

Ainda segundo a profissional, a maioria dos infectados não apresentam os sintomas da doença. “Quando o paciente sentir dores no peito, tosse com sangue, perda de peso, catarro ou inchaço nos gânglios, isso significa que ele já está no nível mais avançado da Tuberculose e deve procurar um médico”, ressaltou.

Em todo o país, a redução do número de casos novos nos últimos 10 anos, de acordo com dados de 2016 do Ministério da Saúde, foi de 12,5%.  Em 2015, foram notificados 63.189 casos em todo o país, contra 72.213 em 2006. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, atualmente, existam no mundo nove milhões de casos novos da doença.

Para ter acesso ao tratamento em Queimados, basta comparecer ao Centro Municipal de Controle da Tuberculose, localizado na Rua Peter Schutzwence, s/n, em frente à 55º DP, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, com carteira de identidade, cartão do SUS e comprovante de residência.