Rosinha Matheus ganha habeas corpus e pode deixar a prisão

Em decisão tomada no início da noite desta quarta-feira (29/11), os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Rio, decidiram que a ex-governadora Rosinha Matheus, vai deixar a prisão José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte da capital, onde se encontra desde o último dia 22. Ela foi presa junto com o marido, Anthony Garotinho, em uma ação da Polícia Federal que investiga crimes eleitorais.

Rosinha ganhou um habeas corpus parcial. Com isso, ela deverá ser monitorada eletronicamente e não poderá ter contato com outros investigados no caso, exceto o marido. Além disso, terá horário para recolhimento à noite. A decisão atendeu a um pedido da Procuradoria Regional Eleitoral e poderá beneficiar também Anthony Garotinho.

O Ministério Público Eleitoral apresentou denúncia de que o grupo econômico J&F doou ilegalmente R$ 3 milhões, através de um contrato fictício com uma empresa indicada por Garotinho que financiaria sua campanha para governador em 2014. Esses valores não teriam sido declarados em sua prestação de contas. Um dos envolvidos no esquema denunciou, em colaboração, que o grupo ligado ao ex-governador intimidava e extorquia fornecedores da prefeitura de Campos, com o aval de Rosinha, que governava a cidade.