Rússia e EUA criarão nova estação espacial na Lua

A NASA e a corporação espacial russa Roscosmos acordaram criar uma nova estação espacial, a Deep Space Gateway, na órbita da Lua, informou Igor Komarov, chefe da Roscosmos durante o Congresso Internacional de Astronáutica (IAC) 2017.

“Acordamos que vamos participar do projeto de criação da nova estação espacial na órbita da Lua Deep Space Gateway. Durante a primeira etapa construiremos a parte orbital, com perspectivas futuras para usar as tecnologias na superfície da Lua e em Marte. Os primeiros módulos poderão ser lançados entre 2024 e 2026”, disse Komarov.

Segundo o chefe da Roscosmos, as partes já discutiram as suas responsabilidades no projeto. A Rússia poderia criar de um a três módulos e o adaptador de acoplamento unificado para todos as naves espaciais que se acoplarão à Deep Space Gateway.

O diretor de programas pilotados da Roscosmos, Sergei Krikalev, acrescentou também que a Rússia poderá desenvolver o módulo habitacional.

O contributo tecnológico e financeiro concreto de todos os países envolvidos na criação da Deep Space Gateway vai ser discutido na etapa seguinte das negociações.

Mais do que isso, o chefe da Roscosmos disse que pelo menos cinco países estão trabalhando na criação das suas próprias naves cósmicas. Para evitar no futuro problemas de cooperação técnica é necessário criar padrões únicos. Alguns desses padrões serão baseados nas tecnologias russas.

“Tomando em conta o número de acoplamentos que realizamos e a nossa experiência, a Rússia não tem concorrentes nessa área. Por isso, este padrão será mais próximo ao da Rússia”, disse Komarov.

O objetivo da construção de uma estação espacial na órbita da Lua é de criar o ponto de partida para missões tripuladas a Marte.

A China, Índia e outros países membros do BRICS também podem participar do projeto.

Fonte: Sputnik