Seleções de vôlei apresentam novos uniformes

Com partida mista entre atletas das seleções masculina e feminina, evento atraiu torcedores em quadra montada ao lado do Museu do Amanhã

Atletas da atual geração receberam uniforme de campeões olímpicos (Daniel Zappe/MPIX/CBV)

Por CBV

A ASICS, fornecedora oficial de material de esporte do Vôlei Brasil, apresentou nesta sexta-feira (26.05), os novos uniformes das seleções masculina e feminina para a temporada 2017. O evento reuniu os treinadores das duas equipes, atletas, ex-atletas e diretores das entidades. A nova linha resgata elementos usados nos uniformes dos anos 90, período da parceria anterior.

Antes da apresentação dos uniformes, dois jogos agitaram a Praça Mauá, local do evento. Uma partida de celebridades e ex-atletas, que contou com presenças como dos atores Malvino Salvador e Giovanna Lancelloti e de lendas do vôlei, como os campeões olímpicos Nalbert, Fabi, Giovane Gávio, Carlão e Paulão. Depois, um duelo entre atletas das atuais seleções masculina e feminina, separados em dois times mistos.

Técnico da seleção masculina, Renan Dal Zotto projetou os próximos desafios neste ano e elogiou os novos modelos e a descontração do evento.

“A Liga Mundial é uma competição muito equilibrada, teremos muitos desafios daqui para frente. Estamos preparados, esperamos que este evento de lançamento traga boas energias, estamos precisando. Ficamos felizes por tudo que temos pela frente, principalmente com essa forte parceria com a ASICS”, disse Renan.

O técnico José Roberto Guimarães falou sobre as novidades na seleção feminina e os desafios neste ano, com torneio Montreux, Grand Prix, Sul-Americano e Copa dos Campeões.

“Os novos uniformes ficaram bonitos e vamos representar ele como sempre, da melhor forma. Nós já tínhamos trabalhado com muitas das meninas novas durante este processo. Algumas estão chegando agora, estão respondendo muito bem aos treinamentos, com o time, está muito bacaba. É desafiador. E neste torneio de Montreux vamos saber também as mudanças das outras seleções.”.

Douglas Jorge, diretor comercial da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), também destacou a confiança na tecnologia da empresa japonesa e no acordo firmado para todo o próximo ciclo olímpico.

“Estamos muito satisfeitos por ter a ASICS, uma marca de renome mundial e líder no desenvolvimento de tecnologias de performance para atletas de ponta, compartilhando essa nova jornada conosco. O acordo de parceria reafirma nosso compromisso em oferecer a melhor estrutura para nossos atletas”, destacou.

Os novos uniformes foram desenvolvidos especialmente para a melhoria do desempenho e bem-estar dos jogadores, no Instituto ASICS de Ciências do Esporte. Os modelos masculino e feminino são confeccionados com as mesmas tecnologias e materiais, as diferenças estão apenas no design. Por preferência das atletas, a camisa feminina é sem manga e a bermuda com compressão. Já o uniforme masculino conta com camisa de manga.

“Nós temos uma relação íntima com o vôlei, e o vôlei brasileiro em especial. Desde 1949 estamos fortemente aliados à história do crescimento da modalidade no Brasil. Ficamos honrados e felizes por oferecer um produto que entrega desempenho de ponta. E isso fica nítido no uso dos nossos produtos pelos atletas alta performance. O vôlei brasileiro coleciona inúmeros sucessos e não poderia ter uma marca que não entregasse essa alta qualidade”, disse Gumercindo Moraes Neto, presidente da ASICS.

Patrocinador oficial do voleibol brasileiro, o Banco do Brasil também esteve presente no lançamento, reforçando o vínculo de 26 anos que fortalece todos os níveis da modalidade no país. Delano Valentim, gerente executivo de Marketing e Comunicação do BB, desejou também boa sorte às equipes brasileiras.

“É um novo ciclo olímpico que se inicia e o Banco do Brasil espera que essa parceria continue sendo de muito sucesso. Nossos atletas terão o melhor material possível para desempenhar da melhor forma possível. Que todos tenham muito sucesso e conquistas. É uma honra para o BB continuar nessa união que rendeu tantos frutos e esperamos que continue rendendo”, declarou Valentim.