Solidário Serviços

CLÍNICA DA FAMÍLIA

A Prefeitura do Rio inaugurou,a Clínica da Família Maria José Papera de
Azevedo, em Santíssimo, na Zona Oeste.
A nova unidade tem seis consultórios, salas de curativos, de imunização,
de saúde bucal, de esterilização, farmácia e almoxarifado, acolhimento
mãe-bebê, sala de hipertensão e diabetes e sala de raios-x e
ultrassonografia, entre outros serviços.
Estão incluídos na carteira de serviços da clínica consultas individuais e
coletivas, visita domiciliar, pré-natal; realização do teste do pezinho;
imunização; curativos; planejamento familiar; vigilância em saúde e saúde
bucal. A dona de casa Gilzimeria Batista, de 59 anos, elogiou a nova
unidade. Segundo ela, o Centro Municipal de Saúde Manoel de Abreu, onde
costuma se consultar, tem ficado sobrecarregado de pacientes. Clínica da Família Maria José Papera de Azevedo, em Santíssimo, na Zona
Oeste.

OFICINAS CULTURAIS

O Teatro Municipal Ziembinski está com inscrições abertas para oficinas
culturais permanentes voltadas a adultos, adolescentes e crianças. Com
vagas limitadas, a programação tem direção artística de Monique Carvalho.
Estão disponíveis oficinas de teatro para crianças, adolescentes e
adultos, dança de salão, balé e jazz.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 3234-2003 e 3234-2015.
O teatro fica na Avenida Heitor Beltrão, s/n, em frente à Estação São
Francisco Xavier do metrô.

MAR

O Museu de Arte do Rio (MAR), na Praça Mauá, oferece gratuidade para o
público às terças-feiras, das 10h às 17h. De quarta a domingo, o ingresso
custa R$ 20. O Bilhete Único dos Museus custa R$ 32,00 e inclui visitação
ao Museu do Amanhã, também na Praça Mauá. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3031-2741. O MAR fica na
Praça Mauá, 5. O Museu de Arte do Rio fica na Praça Mauá, 5.

KITS GRATUITOS – ANTENA

A distribuição de kits gratuitos às famílias inscritas em programas
sociais do Governo Federal já está acontecendo na capital fluminense e
outras 18 cidades do estado. O kit, composto por antena digital e
conversor com controle remoto, permitirá que mais de 1,2 milhões de
famílias continuem assistindo TV em seus aparelhos antigos após o
desligamento do sinal analógico na região, que acontecerá 25 de outubro. A
distribuição é uma ação realizada pela Seja Digital – entidade não
governamental e sem fins lucrativos, responsável pela operação do processo
de digitalização da TV no Brasil, atendendo a determinações da Anatel e do
Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Os equipamentos são destinados às famílias da capital fluminense e outras
18 cidades do estado, inscritas em programas de assistência do Governo
Federal como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de
Energia Elétrica, entre outros.Para saber se está participando da distribuição, o beneficiário deve ligar para a central telefônica gratuita 147 ou acessar o portal www.sejadigital.com.br/kit com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos. Se o nome estiver na lista, basta realizar o agendamento para retirada do kit gratuito, que também deve ser feito no site ou central telefônica. Cada família beneficiária pode escolher o ponto de retirada mais próximo à sua residência, além da melhor data e horário para buscar os equipamentos. Nos pontos de retirada disponibilizados pela entidade, osbeneficiários também recebem orientação técnica sobre a instalação da antena digital e do conversor.
“As famílias beneficiárias devem entrar em contato com a Seja Digital o
quanto antes para verificar se têm direito ao kit gratuito e já realizar o
agendamento. Com os equipamentos instalados, elas poderão assistir à
programação da TV aberta com qualidade de imagem e som de cinema, antes
mesmo do desligamento do sinal analógico”, comentou Vivian Bilhim, gerente
regional da Seja Digital.
Além do Rio, o sinal analógico de TV será desligado em outras 18 cidades
da região: Itaguaí, Seropédica, Japeri, Queimados, Nova Iguaçu, Mesquita,
Nilópolis, Belford Roxo, São João de Meriti, Duque de Caxias, Magé,
Guapimirim, Petrópolis, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Tanguá e Maricá.
Nesses municípios, a partir do dia 25 de outubro, todos os televisores
devem estar adaptados para receber o sinal digital. Os telespectadores
devem verificar se o modelo de TV que possuem é compatível com a nova
tecnologia e, caso não seja, será necessário conectá-lo a um conversor
digital.

VACINAÇÃO

A Prefeitura do Rio lança, a campanha “Se liga, bicho! Raiva é caso
sério” a ação desse ano tem uma novidade: acontecerá em cinco sábados, um
dia em cada região do município, para facilitar a chegada do serviço à
população. Serão cinco postos itinerantes em comunidades de difícil
acesso, além de 679 fixos (somando os cinco dias da campanha), todos
funcionando das 8h às 17h nos dias 2 e 23 de setembro, 7 e 21 de outubro e
18 de novembro. Para a vacinação, os cães devem estar com coleira e guia, e os gatos em caixas de transporte apropriadas. Animais com temperamento agressivo
precisam estar com focinheira. Sintomas como dores no local vacinado, febre e comportamento mais quieto do animal podem ocorrer até 36 horas após a aplicação.

Primeiro sábado

No dia 2 de setembro a campanha acontece nos bairros da Saúde, Gamboa,
Caju, Santo Cristo, Portuária, Centro, Catumbi, Rio Comprido, Cidade Nova,
Estácio, Santa Tereza, Zona Sul, Mangueira, Benfica, São Cristóvão, Praça
da Bandeira, Tijuca, Alto da Boa Vista, Maracanã, Vila Isabel, Andaraí,
Grajaú, Ilha do Governador e Ilha de Paquetá.

Segundo sábado

No dia 23 de setembro, a campanha contemplará os bairros de Manguinhos,
Olaria, Bonsucesso, Ramos, Penha, Penha Circular, Brás de Pina, Parada de
Lucas, Cordovil, Jardim América, Vigário Geral, Jacarezinho, Inhaúma,
Higienópolis, Del Castilho, Engenho da Rainha, Tomás Coelho, Encantado,
Méier, Água Santa, Pilares, Abolição, Engenho de Dentro, Cachambi, Lins de
Vasconcelos, Piedade, Engenho Novo, Irajá, Vila Kosmos, Vicente de
Carvalho, Vila da Penha, Turiaçú, Vista Alegre, Colégio, Rocha Miranda e
Vaz Lobo.

Terceiro sábado

No dia 7 de outubro, a campanha será nos bairros de Madureira, Quintino,
Engenheiro Leal, Cascadura, Cavalcanti, Bento Ribeiro, Oswaldo Cruz,
Marechal Hermes, Jacarepaguá, Gardênia Azul, Anil, Tanque, Vila Valqueire,
Freguesia, Taquara, Cidade de Deus, Praça Seca, Campinho, Curicica,
Camorim, Vargem Grande, Vargem Pequena, Pechincha, Guadalupe, Acari,
Coelho Neto, Anchieta, Barros Filho, Costa Barros, Honório Gurgel, Ricardo
de Albuquerque, Pavuna, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e
Grumari.

Quarto sábado

No dia 21 de outubro, a vacinação antirrábica será em Senador Camará,
Bangu, Vila Kennedy, Padre Miguel, Realengo, Sulacap, Deodoro, Magalhães
Bastos, Campo Grande, Inhoaíba, Vasconcelos, Cosmos e Santíssimo.

Quinto e último sábado

A campanha termina no dia 18 de novembro, com vacinação em Paciência,
Santa Cruz, Sepetiba, Manguaratiba, Palmares, Pedra de Guaratiba, Barra de
Guaratiba e Ilha de Guaratiba.

Os endereços de todos os postos estão disponíveis no site da Vigilância
Sanitária.

ESPORTES

O Sesc RJ está com inscrições abertas para diversas atividades esportivas.
Nesta etapa, serão 2.350 vagas distribuídas em nove unidades nas seguintes
modalidades: Iniciação Esportiva Geral (4 a 6 anos), Iniciação Esportiva
de Base (5 a 10 anos), e Formação Esportiva (11 a 17 anos) nas aulas de
Basquete, Esgrima, Futebol, Futsal, Ginástica Rítmica, Handebol, Jiu
Jitsu, Judô, Karatê e Natação, além do Vôlei – esporte em que o Sesc RJ
tem dois times de alto rendimento na elite esportiva nacional.

As vagas são para as unidades do Sesc em Madureira, Ramos e Tijuca, no
Rio; Nova Iguaçu e São João de Meriti, na Baixada Fluminense; Niterói, São
Gonçalo, Nova Friburgo e Três Rios.

As inscrições são realizadas diretamente na Central de Atendimento das
unidades. Os responsáveis devem apresentar identidade e CPF próprios, além
certidão de nascimento dos menores de idade e atestado médico de no máximo
seis meses antes da data da inscrição. Associados Sesc RJ devem apresentar
também a carteirinha.

As mensalidades custam R$ 35 para associadas Sesc e R$ 60 para o público
em geral, com exceção da natação, que tem mensalidades a R$ 50 e R$ 85,
respectivamente. Quem for integrante de famílias com renda de até três
salários mínimos nacionais (R$2.811) pode fazer as atividades
gratuitamente, pelo Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG).